1 de jul de 2013

cura gay uma mentira dos ativistas gay







Sobre conselhos profissionais
Por João Emiliano Martins Neto
Art. 3° – os psicólogos não exercerão qualquer ação que favoreça a patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas nem adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para tratamentos não solicitados.”
Parágrafo único – Os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades.
Art. 4° – Os psicólogos não se pronunciarão, nem participarão de pronunciamentos públicos, nos meios de comunicação de massa, de modo a reforçar os preconceitos sociais existentes em relação aos homossexuais como portadores de qualquer desordem psíquica.
 (Trecho do estatuto do Conselho Federal de Psicologia)

O artigo terceiro desse conselho soviético de Psicologia já é uma aberração. Pois, o homossexualismo ou a pedofilia ou o sadomasoquismo ou quaisquer outro capricho pseudosexual fora da verdadeira sexualidade que é a do encontro de dois órgãos compatíveis, aptos e saudáveis para o coito (heterossexualidade) são temas em aberto e em discussão pelas ciências da mente e do comportamento humano.


O CFP e quaisquer conselhos profissionais deveriam ser extirpados, pois politizam o debate científico que deve ser objetivo e rigoroso.

Se Deus pela sua graça me der alguma saúde, espero ser um professor de Filosofia e não gostaria de ver um infeliz de um conselho de filósofos a dizerem, por exemplo, que os filósofos não devem induzir seus alunos e leitores à um rechaço ao ensino do subjetivismo filosófico ou um desprezo pelo realismo filosófico que pessoalmente acho o mais são. O debate, a pesquisa devem ser sinceras e voltadas para o objeto contemplado, eis a moral de qualquer profissional competente. Ninguém precisa, portanto, de autarquias federais que comem dinheiro público para regular a ética mais elementar.



Fonte: http://joaoemilianoneto.blogspot.com.br/2013/06/sobre-conselhos-profissionais.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+emilianonetofeedmeus+%28Blog+de+Jo%C3%A3o+Emiliano+Neto%29

21 de jun de 2013

visita pastoral na paroquia de são josée


5 de abr de 2013

semana da cidadania


29 de mar de 2013

via sacra 2013


Ola amigos paz e bem
Venho convidar a todos para logo mais as 19 horas na capela de santo Antonio para a via sacra, este ano com atores e atrizes das  pastorais e movimentos da nossa comunidade espero você  para andaremos pela nossa comunidade em uma apresentação inesquecível ,
Realização equipe de artes Persona Crist 

19 de mar de 2013

19 de Março dia de São José

Ide Todos a São José”
19 de Março



“São José escolhido pelo Pai para ser o guarda fiel e providente dos seus dois maiores tesouros: O Filho de Deus e a Virgem Maria, e ele cumpriu com a máxima fidelidade sua missão. Eis porque o Senhor lhe disse: ‘Servo Bom e Fiel! ’ Vem participar da alegria do teu sonho”. (Mt 25,21) (Sermão de São Bernardino de Sena).
No livro Gênesis 42,25 vemos que José do Egito filho de Jacó, ordenado que se enchessem as sacas de trigo pata saciar a fome de Israel... E provisões para o caminho de volta.
O Papa Leão XIII, na sua famosa encíclica de cinco de agosto de 1889, quando proclamou São José padroeiro da Igreja Universal fez a comparação entre estes dois grandes Josés dizendo:
“Esses dois homens assemelham-se extraordinariamente, não apenas pelo nome, mas pelas virtudes e pelas suas vidas, ambas ricas em provações e alegrias”.

Quem foi São José!

Que o Messias havia de nascer da linhagem de Davi, era uma afirmação tão claramente expressa nos profetas que não havia qualquer hesitação a esse respeito. Portanto quando o anjo do Senhor aparece em sonhos a José, antes do nascimento de Cristo, dirigi-se a ele dando-lhe o seu titulo de nobreza: José filho de Davi... (Mt 1,20)
A genealogia de José é enfatizada tanto na narrativa de Mateus como na de Lucas. Em Mateus lemos que Jacó gerou José, esposo de Maria, da qual nasceu Jesus Cristo.
Pouco ou quase nada sabemos de sua vida, a não ser que era filho de Jacó e que sua mãe chamava-se Estha. Hegesipo, historiador no século II, que viveu na Palestina, afirmou que José era irmão de Alfeu (Cleófas).
Foi ele também que afirmou que Cleófas casou com Maria (Cleófas), uma das mulheres que estava aos pés da Cruz e que também era mãe de Tiago, José, Simão, Judas e de mais três moças. (Os ditos irmãos de Jesus – Primos).
Provavelmente São José nasceu em Nazaré, tanto na aldeia como nos arredores todos sabiam que ele era descendente do Rei Davi apesar de sua pobreza e humildade.
São José era, conforme os Apócrifos, um Faber Ignarius – Operário de Madeira ou carpinteiro.
São José foi o patriarca da transição do Antigo para o Novo Testamento. O Guardião Providente da Sagrada Família. José –“
Aquele que acrescenta”.
José, O Justo, conforme as escrituras foi escolhido por Deus para ser esposo da Virgem Maria e o Pai adotivo do Messias.
Provavelmente o que mais chamou a atenção de Deus sobre José, foi à bondade e o silêncio. Enquanto, em sua carpintaria, manuseava as ferramentas com suas mãos habilidosas e calejadas, seu coração permanecia unido a Deus.
Deus propõe á José a maior de todas as dádivas, a mais importante missão confiada a um homem, e em compensação a maior glória no céu. Isto tudo tendo incontáveis provações.
José entende e de coração atende a Deus, e com toda a sua humildade e pobreza, acolhe Maria, A Virgem de Nazaré, casa-se com ela e com o suor de seu rosto prove o sustento daquele que ao mundo sustenta.
Seguem para Belém, e lá na terá do Rei Davi, o filho de Deus nasce e seus primeiros adoradores são Maria e José.
Em sonho José é avisado a fugir para o Egito, fogem de madrugada para salvar a esperança de um povo.
Retornam a Nazaré, e seguem o curso comum da história de pessoas aparentemente comuns.
São José ensinou Jesus a ser homem, a conhecer as letras, e a manusear com as ferramentas e as madeiras.
São José era a ternura de Deus-Pai, humanado.
É invocado como o patrono da Boa Morte, pois teve a mais privilegiada da humanidade. Tendo de um lado Jesus e de outro Maria e provavelmente recomendou a Jesus que cuidasse bem de sua Mãe!
A devoção a São José é antiqüíssima, o Papa Clemente XI, compôs o oficio com os hinos para o dia 19 de Março.
Dizem que São José é quem confecciona os tronos da glória celeste e que depois são ornados com a Graça de Deus.
Santa Tereza de Jesus dizia: “
Tomei a São José por meu advogado e protetor e não me lembro de ter-lhe pedido algo que não me atendesse... quisera persuadir o mundo inteiro a ser devoto deste glorioso Santo”.
Lembrai-Vos glorioso São José!
Amém
Paz e Bem!

17 de mar de 2013

Tempo de quaresma,




“Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto. Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo.”  Salmo 51.10-11

No calendário brasileiro o carnaval acabou e o país retoma o curso normal de vida. As pessoas voltam ao trabalho depois de um período de férias, as crianças e adolescentes retomam as atividades escolares. Todo ano é assim, e este não é diferente.

Porém alguns assuntos nos chamam a atenção neste ano de 2013, como a renuncia do Papa Bento XVI, a ameaça de uma nova guerra entre Estados Unidos e Coréia do Norte, a economia mundial. Nossos olhos, pensamentos e orações se voltam para a paz no mundo, já castigado pela miséria de muitos pobres espalhados pelo planeta. Nossos olhos e pensamentos se voltam para uma guerra política que se expressa na sucessão do novo Papa! Esperamos que seja um líder ecumênico, aberto e livre de preconceitos religiosos, que seja um Papa conciliador, pois acredito que é isso que o mundo precisa, um novo movimento pela Paz!

No calendário da igreja também já temos novidades, pois iniciamos um tempo de reflexão, de chamada ao arrependimento, de confissão e de perdão – tempo de Quaresma! Nossas comunidades refletem sobre sua vivência e seu testemunho. É um tempo de refletir sobre o “ser cristão” na ética da vida em comunidade, seu testemunho; na prática do amor, ou seja, na convivência entre os irmãos e irmãs; e na participação dentro do corpo de Cristo. Tempo de Quaresma é tempo de avaliar atitudes e de repensar práticas! “Quem tenta esconder os seus pecados não terá sucesso na vida, mas Deus tem misericórdia de quem confessa os seus pecados e os abandona” (Provérbios 28.13).

No calendário da vida somos chamados e chamadas a fazer a mesma reflexão sobre nossa vida diante de Deus. Nossas atitudes diante dos irmãos e irmãs e nosso testemunho diante da sociedade. Tempo de quaresma nos ajuda a refletir nossa espiritualidade e nossa diaconia!

Enfim, estamos diante de um tempo especial da igreja, da vida e do mundo. Tempo que traz expectativas diante dos anseios do mundo. Tempo que traz oportunidade de crescimento espiritual. Tempo que traz oportunidades de mudanças significativas para todos nós! Abençoado tempo de Quaresma!
  

16 de mar de 2013

JUSAT

Atenção Jovens da Comunidade de Santo Antonio o Grupo de jovem JUSAT esta de volta, Essa e mais uma prova que nossa historia não vai acabar mesmo que muitos não acredite na juventude

Horário: as19 horas
Local: capela de santo antonio
Dia:  sabados

atentamente: Tiago Adelino-coordenador do grupo 

atenção juventude



Abertura da Festa de São José 2013 é noticiário na TCM TV Cabo Mossoró:



Papa diz que decidiu nome após frase de cardeal brasileiro


O Papa Francisco disse, neste sábado (16), em um encontro com a imprensa na sala Paulo VI, no Vaticano, que escolheu seu nome de líder da Igreja Católica após falar com o cardeal brasileiro Dom Claudio Hummes, arcebispo emérito de São Paulo, que participou do conclave que o elegeu.

"Na eleição, eu tinha ao meu lado o arcebispo emérito de São Paulo, um grande amigo. Quando a coisa começou a ficar um pouco perigosa, ele começou a me tranquilizar. E quando os votos chegaram a 2/3, aconteceu o aplauso esperado, pois, afinal, havia sido eleito o Papa. [...] Ele me abraçou, me beijou e disse: 'Não se esqueça dos pobres'. Aquilo entrou na minha cabeça. Imediatamente lembrei de São Francisco de Assis."
O Papa também relembrou que Francisco de Assis era um homem da pobreza e da paz. “Como eu queria uma Igreja pobre, e para os pobres”, afirmou.
Papa Francisco acena ao chegar ao encontro com jornalistas no Vaticano, neste sábado (16) (Foto: Vincenzo Pinto/AFP)Papa Francisco acena ao chegar ao encontro com jornalistas no Vaticano, neste sábado (16) (Foto: Vincenzo Pinto/AFP)
No encontro, ele ainda brincou com a escolha do novo nome, ao falar de "sugestões" recebidas. "Algumas pessoas fizeram brincadeiras, falando que deveria ser Adriano porque Adriano VI foi um homem das reformas, ou Clemente, Clemente XV, para 'se vingar' de Clemente XIV, que suprimiu a Companhia de Jesus. São brincadeiras, é claro."
Ele me abraçou, me beijou e disse: 'Não se esqueça dos pobres'. Aquilo entrou na minha cabeça. Imediatamente lembrei de São Francisco de Assis."
Papa Francisco, sobre o amigo e cardeal brasileiro Dom Claudio Hummes e a escolha do nome
Logo no início de seu discurso, o Papa Francisco retomou um ponto bastante falado desde que foi eleito: a humildade diante de Cristo. “Cristo é o centro de tudo, não o sucessor de Pedro.”
O novo Papa disse que a imprensa e a Igreja têm "pontos de proximidade por trabalharem com a comunicação" e que o "lugar da mídia cresceu muito, a ponto de se tornar indispensável para mostrar ao mundo os rumos da história". Enquanto falava do trabalho dos jornalistas nos últimos dias, o Papa, com um sorriso no rosto, falou: “e vocês trabalharam bastante, não?”
Francisco também disse que a Igreja "não tem característica política, mas essencialmente espiritual", e que "Cristo está presente e dirige sua Igreja. Em tudo o que aconteceu, o protagonista é, em última instância, o Espírto Santo. Ele inspirou a decisão de Bento XVI pelo bem da Igreja. Ele influenciou na decisão dos cardeais."

fonte:http://g1.globo.com