1 de jul de 2013

cura gay uma mentira dos ativistas gay







Sobre conselhos profissionais
Por João Emiliano Martins Neto
Art. 3° – os psicólogos não exercerão qualquer ação que favoreça a patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas nem adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para tratamentos não solicitados.”
Parágrafo único – Os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades.
Art. 4° – Os psicólogos não se pronunciarão, nem participarão de pronunciamentos públicos, nos meios de comunicação de massa, de modo a reforçar os preconceitos sociais existentes em relação aos homossexuais como portadores de qualquer desordem psíquica.
 (Trecho do estatuto do Conselho Federal de Psicologia)

O artigo terceiro desse conselho soviético de Psicologia já é uma aberração. Pois, o homossexualismo ou a pedofilia ou o sadomasoquismo ou quaisquer outro capricho pseudosexual fora da verdadeira sexualidade que é a do encontro de dois órgãos compatíveis, aptos e saudáveis para o coito (heterossexualidade) são temas em aberto e em discussão pelas ciências da mente e do comportamento humano.


O CFP e quaisquer conselhos profissionais deveriam ser extirpados, pois politizam o debate científico que deve ser objetivo e rigoroso.

Se Deus pela sua graça me der alguma saúde, espero ser um professor de Filosofia e não gostaria de ver um infeliz de um conselho de filósofos a dizerem, por exemplo, que os filósofos não devem induzir seus alunos e leitores à um rechaço ao ensino do subjetivismo filosófico ou um desprezo pelo realismo filosófico que pessoalmente acho o mais são. O debate, a pesquisa devem ser sinceras e voltadas para o objeto contemplado, eis a moral de qualquer profissional competente. Ninguém precisa, portanto, de autarquias federais que comem dinheiro público para regular a ética mais elementar.



Fonte: http://joaoemilianoneto.blogspot.com.br/2013/06/sobre-conselhos-profissionais.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+emilianonetofeedmeus+%28Blog+de+Jo%C3%A3o+Emiliano+Neto%29

0 comentários:

Postar um comentário